segunda-feira, 23 de novembro de 2009

. azul da cor do mar

sempre me observaram, aquelas janelas. olhavam-me com profundo interesse, pouco entendido por mim. diziam coisas distintas, coisas muito diferentes das que dizem hoje. hoje, me observam sorrir mais largo, andar mais leve, cantarolar pelos cantos aquela canção tantas vezes repetida, que ainda assim não se torna cansativa.

a casinha branca, de portas e janelinhas azuis, agora diz coisas diferentes. ouço suas cortinas dançando, cantando entre si, sobre minha alegria singular, ainda que plural. elas cantam, elas contam que encontrei-lhe. narram o motivo de minha felicidade. descrevem o brilho dos meus olhos ao te encontrar. dançam ao som da canção que despertastes em mim; a nova melodia que gostei de escutar. melodia, sinfonia, o som da tua voz. o único som sedativo, calmante pra mim. o que eu não canso de escutar, o que me faz feliz, o dono e razão de meus sorrisos. e que as janelinhas azuis continuem a me ouvir cantarolar o motivo de minha alegria; que esse som permaneça, ainda que as canções se modifiquem, pois és o único a possuí-las. e será assim, infindavelmente.

pra você guardei o amor, o amor que sempre quis mostrar ♪

terça-feira, 3 de novembro de 2009

. gramaticalmente notável


eu - pronome pessoal, primeira pessoa do singular. um singular quase plural, um singular constituído de dois, o eu + você, o inseparável, o das entrelinhas, o subentendido e subliminar.

amo - verbo transitivo direto, regular, na primeira pessoa do singular. presente do indicativo. um presente-futuro. futuro do presente + gerúndio. o eterno, o pra sempre, o destino. o imensurável e explícito.

você - pronome de tratamento. o impossível de ser explicado gramaticalmente. o impossível de ser explicado de qualquer outro modo. o meu pronome possessivo favorito, a minha antítese, o mais belo dos ajetivos de minha lista. o perfeito, o inexplicável. a definição mais exata de felicidade.

sigo sabendo que tais coisas não são explicáveis, ainda que eu tente traduzir em palavras.
então escrevo para ficar sozinha. e escrevo para estar com você ♥