segunda-feira, 23 de novembro de 2009

. azul da cor do mar

sempre me observaram, aquelas janelas. olhavam-me com profundo interesse, pouco entendido por mim. diziam coisas distintas, coisas muito diferentes das que dizem hoje. hoje, me observam sorrir mais largo, andar mais leve, cantarolar pelos cantos aquela canção tantas vezes repetida, que ainda assim não se torna cansativa.

a casinha branca, de portas e janelinhas azuis, agora diz coisas diferentes. ouço suas cortinas dançando, cantando entre si, sobre minha alegria singular, ainda que plural. elas cantam, elas contam que encontrei-lhe. narram o motivo de minha felicidade. descrevem o brilho dos meus olhos ao te encontrar. dançam ao som da canção que despertastes em mim; a nova melodia que gostei de escutar. melodia, sinfonia, o som da tua voz. o único som sedativo, calmante pra mim. o que eu não canso de escutar, o que me faz feliz, o dono e razão de meus sorrisos. e que as janelinhas azuis continuem a me ouvir cantarolar o motivo de minha alegria; que esse som permaneça, ainda que as canções se modifiquem, pois és o único a possuí-las. e será assim, infindavelmente.

pra você guardei o amor, o amor que sempre quis mostrar ♪

23 comentários:

  1. Poxa, que texto mais difrente e lindo!
    Adorei os jeito como você falou de amor aqui... Ficou muito delicado. A forma como você começou me pareceu aquele livros de romance de época... Lindinho demais! (♥___♥)

    ResponderExcluir
  2. Ah, esqueci...
    Muito obrigada por visitar meu blog!
    Beijão =*

    ResponderExcluir
  3. adoreeei o post e obg pelo comentario :*

    ResponderExcluir
  4. Tao cheio de sentimento teu texto,tão azul,tão infinito...

    já tá linkada visitarei aqui sempreee.obrigada pela visita no meu blog!

    ResponderExcluir
  5. oie lindinha tudo bom? amei seu blog e estou te seguindo de cara! espere minha visita akie mas vezes ok? bijao amada

    ResponderExcluir
  6. nossa, qe texto lindo, uma forma tão doce, sutil e delicada de falar sobre o amor.
    eu adorei, e se possivel, quero uma casinha dessa *-*

    lindo como sempre.
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. pelo menos alguém te olha e sorri.
    lindo post.

    muito criativo ;*

    ResponderExcluir
  8. "pra você guardei o amor, o amor que sempre quis mostrar "

    AMO ESSA MÚSICA!
    *-*
    Nando Reis e Ana Cañas!
    perfeitoo.


    Muito doce o texto...
    *-*

    ResponderExcluir
  9. Lhe convido para ler as duas publicações que edito:
    JORNAL AFOGANDO O GANSO/ http://afogandooganso.blogspot.com - Jornalístico, informativo, sarcástico, debochado, verdadeiro e interativo.
    RIO ENTERTAINMENT/ http://jafogandooganso.wordpress.com - Um espaço dedicado ao Rio de Janeiro, com seu lazer, cultura, turismo e entretenimento.
    Leia e vamos interagir...
    Grato.

    ResponderExcluir
  10. Muuito bonito! E essa história de janelas e casinhas me lembra 'Noites Brancas' de Dostoiévski. Adoro metáforas! Elas colorem tanto os textos! Muito singelo e romântico, afinal.

    *Ameu a borboleta de papel do seu cabeçalho... Uma imagem que nunca pensei e que faz todo o sentido: Liberdade + escrita.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  11. amei o texto...
    e tb amei seu bom gosto! tudo aqui é lindo. mesmo.

    obs: comece a ler do primeiro post.

    ResponderExcluir
  12. ai que lindo, seu blog, suas postagens, to seguindo, claro
    bjs

    ResponderExcluir
  13. UAUUU...su inspiraçõ jmais morre não é...aaaa meu Deus o amoorr...coisa mais linda não...e meu Deus como você sbe aproveitar em palavras o benefício de estar apaixonadamente envolvida com seu amado HEHEHEH parabéns mesmo...pelas bels palavras que sempre som como musica quando leio-as....aaa amigaaa...não perca isso por que faz tão bem quando leio seus Posts...muito lindos e esse está tipo TOP 10 *-*

    Um beijão e tudo de bom sempre...e que você escreva MUITOOO MUITOO MESMOOO...pq nã sabe o dom que tem em mão...USE-O

    =***

    ResponderExcluir
  14. Oun que fofo!
    Amei ler ;)

    To te seguindo flor;)

    Beijoka..

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Thai, lendo os blogs eu observo q as vezes damos valor demais a amadores, chamamo-os de 'feras', dizemos que 'arrasaram no texto'. e me pergunto pq fico lento textos amadores, tantas vezes simples, e não vou ler escritores de verdade, tais como fernando pessoa, Abreu, Lispector... dai eu venho aqui no seu blog e descubro o pq: e que por vezes nem msm os 'legitimos' conseguem ser tão claros e sabios em suas palavras. Foi quando li esse seu texto (e alguns outros seus tb) q entendi, q os amadores podem conhecer muito mais da vida, e falar admiravelmente dela. Sou sua fã, e se o mundo lesse seus textos, ele tb seria ;D
    q o amor pra sempre viva em te, pq eu acho q é isso sua inspiração, o amor, seja ele qual for!
    orgulho de vc amiga <3

    ResponderExcluir
  17. o gato da foto parece o meu.[o Pitico.]

    =**

    ResponderExcluir
  18. Own que coisa mais fofa!
    ahh o amor! *-*
    beijos

    ResponderExcluir
  19. gosto dos seus textos, você está cada dia melhor !

    ResponderExcluir
  20. incrivelmente apaixonante
    continue assim ♥___♥

    bjus=*

    ResponderExcluir
  21. Cara, que texto lindo! :o Você escreve mil vezes melhor que eu, fiquei lisonjeada quando você disse que eu te inspiro a continuar escrevendo *-*

    ResponderExcluir
  22. Que lindoooo! O amor faz isso com a gente né? haha

    ResponderExcluir