segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

. rotina incólume


meus dedos continuam procurando a velha roleta vermelha com o mesmo entusiasmo de sempre. os olhos em busca de um assento vago e o coração conectado aos ouvidos, assim como os fones neles presentes, conectam-se ao aparelho mp4 em minhas mãos. na janela - meu lugar favorito - , o sol toca meu rosto com uma delicadeza que me lembra seus lábios quentes no inverno - e ainda que estejamos em outra estação, essa lembrança me continua sendo memorável e inesquecível. o tom pastel do céu rosado, me recorda suas maçãs do rosto que sempre se alongam acompanhando o sorriso largo ao me encontrar. e até as pequenas linhas desenhadas em cor de caramelo, nos bancos do ônibus, me lembram a cor dos seus olhos cintilados pela luz do sol. e assim, passo a maioria dos meus dias, vendo cada traço seu em cada passo meu. é quando o silvar do alarme de parada me avisa que já cheguei ao meu destino. encontrar você. o meu destino.