quarta-feira, 26 de maio de 2010

. válvula de escape


contra o vento frio, era a pele gelada quem roubava o calor de cada lágrima frígida escorrendo por meu rosto. como suicidas, elas se jogavam, mergulhavam dos meus olhos tentando uma forma de escape do meu corpo - assim como minha mente também faria, se fosse possível. enquanto fugiam, levavam o oxigênio como refém, esgotando as mínimas reservas de auto-controle.
o asfalto escuro fundia-se a noite, e o soturno silêncio de cada esquina ecoava os fantasmas em minha mente repetindo com veemência: você está sozinha. de novo.
a coragem causava medo, por saber que só haveria um caminho; arriscado, árduo e, sobre tudo, sem volta. mas era isso, ou ficar parada. o que, nesse caso, não era uma opção.

" guarde os pulsos pro final. saída de emergência. "


22 comentários:

  1. Nunca estamos sozinhas, e sempre temos uma luz no final.

    Obrigada por visitar meu blog *-*
    beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Vale a pena tentar, temos de encontrar a nossa própria válvula de escalpe :)

    ResponderExcluir
  3. O final nunca chega. Quando chegar, será tarde demais para pensar em qualquer despedida.

    ResponderExcluir
  4. as vezes é melhor aprender a seguir sozinha do que se apoiar em alguém, :\

    ResponderExcluir
  5. Nossa, muito bom esse texto! Só o começo já foi digno de elogio, imagine o fim, então.
    Amei!
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  6. é o que acontece na maioria das vezes, nos pegamos sozinhos numa contramão fudida!

    mas acontece, e temos que respeitar esses nossos momentos, é inevitável.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, adorei, li rápido, mais prometo voltar para lêr com mais calma, estou seguindo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. amor eu espero que esse texto não seja a descrição da real condição de tua alma nesse instante... pq assustante um texto tão encantador falando de tanta dor da solidão. rezo pra que vc tenha posto aqui suas emoções, mas que seja a mente de um autor que pensou como quem sofre!
    pq embora todo tormendo, é de uma magnitude TERRIVEL, a boa escrita que aqui se encontra.
    é disso que eu gosto, da forma como seus textos me envolvem...

    Saudades (L)

    ResponderExcluir
  9. Cacilda, eis aqui um post que me deu medo, confesso! Mas, como um bom filme de suspense, estilo Hitchcock, também confesso que gostei!
    Bjooo!!

    ResponderExcluir
  10. se está sozinha, não procure mais esses asfaltos que trazem fantasma. Busque algo claro, onde possa ser vista, e ver também.
    Fique bom. Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Eu sorri muito lendo você.

    Não reparei tanto no que você quis dizer, desculpa.
    Na verdade, nem sei o que você quis dizer.
    Reparei, agora, foi no modo como você escreve.
    E gostei.
    Me lembrou de mim mesmo.
    Inusitado, admito.
    Não acontece sempre.
    Mas essa sua intimidade,
    essas suas metáforas,
    esse seu jeito de escrever em que falas das coisas cotidianas de um jeito diferente,
    me lembrou de mim mesmo.
    não o meu eu atual,
    mas o meu eu de uns dias atrás.

    e foi bom, sabia?
    eu acabei de me reconciliar comigo mesmo por sua causa.
    Acho que agora eu devo ler o seu texto e entendê-lo, não? Um minuto...

    ahh, entendi, entendi.
    não tem volta, não tem volta.

    mas relendo agora eu pensei diferente,
    você não lembra a mim mesmo.
    você é melhor do que eu sou escrevendo assim.
    aí, inusitado de novo.
    não esperava esse tipo de coisa aqui.
    inveja de você, bonita.
    aha, que coisa.

    e não tem volta?
    ah, isso quer dizer que você gostaria de voltar?
    eu também gostaria...
    que coisa. ;x

    ResponderExcluir
  12. nuss
    que trsite
    mais eu ameii
    o texto..
    muito interessante
    ..
    ehhe
    passa la no meu deppis ta brigado

    ResponderExcluir
  13. guarde os pulsos pro final, saida de emergencia.

    BAH muito boa essa frase!

    bjoka

    ResponderExcluir
  14. "você está sozinha. de novo."

    de novo e mais uma vez. até quando?
    =/

    ResponderExcluir
  15. olá querida, sei que a solidão no fundo é um estado de espirito e que todos um dia passamos por isso. mas lembre-se: vc nunca está sozinha completamente.

    ResponderExcluir
  16. Muito gostoso teu blog..
    Lindo as imagens, maravilhoso os textos, parabéns.

    Estou começando o meu cantinho, se puder passar por lá será muito bem vindo
    tatapalavrasaovento.blogspot.com

    Bjos
    Talita!!

    ResponderExcluir
  17. nossa adoro seu blog ele eh gostoso de estar fiko lend e nao dah vontade de sair mais

    ResponderExcluir
  18. nossa oO que bizarro pq é a primeira vez que estou lendo este seu texto e me chocou o quanto nossa inspiração foi parecida para screver os ultimos posts sendo que eu desconhecia o seu oO HAHAHA tenso...mais como sempre amo sua forma de retratar as coisa AMO MESMO *-*
    Beijos da sua fã (sério...vc manda fácil ;))

    ResponderExcluir
  19. Foi um prazer encontrar o seu blog.
    Seu cantinho é cheio de alegria e doçura.
    Estou a seguir !
    Volto mais vezes e com mais tempo.

    Também tenho um cantinho assim:
    www.misturadinamica.blogspot.com
    Ficarei contente por demais em te receber por lá.

    ResponderExcluir